• Cibele Nardi

5 dicas para momentos de desânimo



Não deixe indefinições, incertezas, pessimismo, crises e outros fatores externos atrapalhar a sua vida.

A maioria das pessoas lida com dificuldades em algum momento da vida. Indefinições, incertezas, pessimismo, crises e outros fatores externos costumam atrapalhar ainda mais e deixam muitas pessoas paralisadas, estagnadas. Internamente há a percepção de estar “patinando” na carreira, isto é frequente com a maioria dos profissionais. O pensamento padrão é: trabalho tanto, estudo tanto, me dedico tanto e não vejo resultados, não saio do lugar.

O desânimo é natural e compreensível. Muitos arrumam qualquer tipo de desculpa para mudar, arriscar ou simplesmente fazer o que sabe que precisa fazer: estudar todos os dias com disciplina, buscar ajuda profissional, pedir apoio aos amigos e familiares, e parar de reclamar, arregaçar as mangas e começar a se mexer. Se você não sabe por onde começar, aqui vão cinco dicas práticas para momentos de desânimo:

1. Mexa seu corpo

Saia para dar uma volta no quarteirão. Suba alguns andares de escada. Dê uma volta numa praça arborizada. Pesquisas indicam que o contato com a natureza ajuda a estimular a criatividade, além de relaxar e mudar a rotina um pouco. Não vai dar para sair? Faça 10 polichinelos ou coloque uma música e dance. O importante é mexer seu corpo, aquecer, fazer o sangue circular e oxigenar todo seu organismo.

2. Beba água

Parece difícil beber água suficiente conforme o recomendado pelos especialistas para nosso corpo funcionar bem, cerca de 2 litros por dia. E é bem difícil mesmo. Por isso, deixe a água potável sempre à vista, ao alcance da mão e vá bebendo em goles o dia todo.

3. Durma bem

O número ideal de horas segundo os profissionais de saúde é algo em torno de 7 ou 8 horas por noite. Além da duração, a qualidade do sono também é importante. Um ambiente agradável, silencioso e escuro, um bom travesseiro, tudo isso ajuda e são excelentes investimentos para sua saúde física e mental. Em momentos de estresse e ansiedades, é comum acordar no meio da noite e ter dificuldade para voltar a dormir. Uma técnica que você pode experimentar é respirar profundamente por 10 vezes, coloque o foco na respiração e no relaxamento de cada parte de seu corpo. Pode ajudar a voltar a dormir. Aliás, sempre que você sentir a ansiedade e o estresse aumentarem, pare e respire profundamente contando até 10.

4. Arrume um tempo só para você

Separe duas horas por semana para se dedicar a alguma coisa que você adora, seja ir ao cinema, ler, conversar com um amigo, namorar, visitar uma pessoa querida que você não vê há muito tempo, andar pelo shopping, ou mesmo não fazer absolutamente nada. Dê preferência para atividades que você não está muito habituado a fazer por falta de tempo. Agora você tem duas horas só para isso. Este é um compromisso seu consigo mesmo. 5. Medite A meditação é uma excelente forma de se libertar das pressões cotidianas e a lidar com as dificuldades e problemas de um jeito mais tranquilo e ponderado. Mais calma, foco e contentamento são resultados comprovados pela Neurociência para quem pratica a meditação com regularidade. Nós ocidentais não estamos acostumados a meditar, talvez pareça perda de tempo ou que não vá funcionar.

Há outras formas de meditar, mas para começar, experimente esta: comece com 2 minutos por dia. Marque no relógio um alarme para quando terminar o tempo. Sente-se em qualquer lugar que se sinta confortável. Feche os olhos e respire. Coloque o foco na respiração. No começo, contar as respirações facilita. Meditar não é ausência de pensamento. É impossível um ser humano não pensar. Quando meditamos, simplesmente deixamos os pensamentos aparecerem e irem embora numa boa e voltamos a atenção para a respiração.

Fica aqui meu convite: experimente. Não basta ler. É preciso praticar.


26 visualizações

​© 2014 por Cibele Nardi

Cibele Nardi Escritório de Coaching

São Paulo - SP

  • White YouTube Icon
  • Instagram - White Circle
  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • LinkedIn Limpa